Como criar fotografias com atmosfera

Por alguma razão, somos mais atraídos por imagens que nos transmitem um certo mistério e incerteza. Talvez isso aconteça porque, na maior parte da nossa vida, quase tudo parece ser controlado e previsível ou então, pela facto de as fotografias plenas de ambiente atmosférico ou etéreo são incomuns e representam a natureza menos vista pela maior parte das pessoas. Estas imagens, também pela sua simplicidade e clima mais sombrio, apelam ao olhar que se intriga pelo que está presente, mas também por aquilo que muitas vezes não se revela.

Integrar este conceito nas imagens que produzimos pode ser uma forma de criar uma abordagem da paisagem muito mais interessante e original. Conseguir isso também não é necessariamente complicado e está ao alcance de qualquer um, não sendo fundamental viajar para lugares distantes e icónicos para o fazer, pois tal pode ser conseguido à porta de casa, desde que se sigam alguns dos requisitos (se possível todos), os quais mencionarei a seguir.

1 – Observa a meteorologia

Um entendimento, mesmo que básico das previsões meteorológicas é meio caminho andado para aumentar as probabilidades de sucesso. Apesar de existirem hoje diversas aplicações que nos dão toda a espécie de informação meteorológica, para mim, tem sido mais do que suficiente a pesquisa prévia no portal do IPMA, onde é possível recolher muita informação detalhada e fidedigna se nos dispusermos a não ficar apenas pela página principal. Não será de todo necessário, ter uma formação aprofundada nesta área, mas recomendo que pelo menos se aprendam os conceitos básicos da meteorologia, informação essa que se encontra facilmente disponível online.

2 – Abraça o mau tempo

Sei que quando se fala em mau tempo a primeira ideia que nos vem à cabeça, é ficar por casa. Contudo, excepto nos casos de chuva forte e constante, previsão de trovoada e outras condições demasiado adversas, sair para fotografar quando o tempo está algo temperamental, pode ser muito recompensador. Regime de aguaceiros, onde a chuva alterna com abertas, normalmente permite criar imagens originais, plenas de luz, atmosfera e por vezes até acompanhadas pelas cores do arco-íris.

3 – Sai muito cedo

Se queremos nevoeiro ou neblina, então vencer a tentação do conforto dos lençóis, é algo obrigatório. Quando digo cedo digo… mesmo cedo! O ideal será estar no local bem antes do sol nascer. Na maior parte das vezes, estas condições especiais só sobrevivem durante poucas horas e dissipam-se alguns minutos após o sol aparecer. Se conseguirmos estar no local com alguma antecedência, teremos tempo para preparar o equipamento e pensar nas melhores composições sem pressa ou ansiedade.     

4 – Procura estar no sítio certo

Procurar os vales especialmente nas suas zonas mais húmidas, como junto de rios ou cursos de água, onde as probabilidades serão certamente mais elevadas para encontrar o tão desejado nevoeiro ou neblina matinal.

Também as zonas montanhosas têm um enorme potencial para criarem com maior frequência, ambientes plenos de atmosfera se as condições atmosféricas forem propícias. Algumas zonas no PNPG, Serra da Freita, Serra da Estrela, Serra de Sintra, etc., são zonas que devido à sua, flora, níveis de humidade, elevação e geolocalização, são particularmente privilegiadas.

5 – Explora localmente

O conhecimento profundo de uma determinada área contribui em muito, para aumentar a taxa de sucesso. As zonas que me são próximas e que visito repetidamente têm-se tornado de tal maneira familiares, que normalmente já sei o que esperar delas (ver também artigo, Fotografar no meu Quintal). Dou como exemplo a área florestal perto de minha casa onde, graças a uma observação e visitas constantes, sei que após vários dias húmidos, se existirem previsões para uma manhã seca e sem vento, antecedida de uma noite fria, certamente vai haver nevoeiro.

6 – Aumenta as probabilidades

Como se sabe, uma das principais componentes para o sucesso na fotografia assim como em quase tudo na vida, é a prática constante. Cedo me habituei a transportar a câmara comigo para quase todo o lado e algumas das fotografias de que mais gosto, surgiram inesperadamente numa viagem de trabalho, por vezes em breves paragens junto à estrada, perante cenários que se revelaram perante os meus olhos.

Na verdade, o mundo é complexo, dinâmico, por vezes surpreendente e nunca sabemos verdadeiramente o que nos pode revelar ao virar de cada esquina.

“Sorte é o que acontece quando a preparação encontra a oportunidade. ” ~ Desconhecido

error: Conteúdo protegido !!